Sindcont-SP publica manifesto de repúdio contra aprovação da LDO 2022

Aprovada pelo Congresso Nacional, o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentaria para 2020 traz, em seu texto, o aumento de repasse para o fundo eleitoral, com uma nova fórmula de cálculo do montante a ser repassado aos partidos políticos, que passariam de 2 bilhões de reais do valor destinado às campanhas políticas em 2018, para 5,3 bilhões de reais, no próximo pleito, no ano que vem.

Em manifestação elaborada pelo Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP e Entidades Congraçadas do Estado de São Paulo, a aprovação da LDO 2022 vem na contramão da atual situação do País que se encontra em razão de pandemia, além de exigir sacrifícios da população em nome do equilíbrio orçamentário, bem como do enxugamento de recursos e investimentos em áreas essenciais como saúde, educação, habitação e saneamento, dentre outras.

Além da Casa do Saber Contábil, o manifesto é apoiado pelo Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo – Sescon-SP; Associação das Empresas de Serviços Contábeis do Estado de São Paulo – Aescon-SP; Associação do Peritos Judiciais do Estado de São Paulo – Apejesp; Instituto dos Auditores Independentes do Brasil – Ibracon 5ª Seção Regional; Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo – Fecontesp; Academia Paulista de Contabilidade – APC; e Associação Nacional de Executivos – Anefac.

Confira AQUI a íntegra do documento assinado pelo Sindcont-SP e Entidades Congraçadas do Estado de São Paulo


Fonte: Comunicação Sindcont-SP



 
Praça Clóvis Bevilaqua, 121 • 4º andar - Cj. 41 • CEP 01018-001 - SP • Tel. (11) 3104-1514 Política de privacidade