Maria Isabel Cogan e Carlos Motta são promovidos ao cargo de desembargador do TJSP Em posse administrativa realizada no Gabinete da Vice-Presidência, Maria Isabel Caponero Cogan e Carlos Dias Motta assumiram o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo. Magistrados, integrantes do Ministério Público, servidores e familiares dos empossados prestigiaram o evento.

Em nome do Conselho Superior da Magistratura, o vice-presidente do TJSP, desembargador Artur Marques da Silva Filho, deu as boas-vindas aos novos integrantes do Tribunal Pleno. "Para mim, este é um momento de profunda alegria ao ver esses dois ilustres magistrados adentrarem agora este órgão de cúpula, trazendo consigo inúmeros predicados próprios dos grandes juízes, como educação, cultura, humildade, desprendimento, entrega à causa da justiça, amor pelos seus, trabalho duro e preocupação com correto desempenho funcional: eis aí o programa completo para um Judiciário valoroso", disse Artur Marques. "O meu sincero desejo é que os novos colegas iniciem confiantes esta nova etapa de suas carreiras e levem consigo a esperança!"

Maria Isabel Cogan agradeceu ao marido, desembargador José Damião Pinheiro Machado Cogan, familiares, colegas e servidores de seu gabinete, presentes na posse administrativa. Em seu discurso, a magistrada falou sobre os desafios da Magistratura diante das inúmeras dificuldades que o país vem enfrentando. "Espero que todos nós, juízes, pessoas especiais e competentes, passemos a trabalhar para atenuar os problemas da sociedade, lutar pela liberdade, pela igualdade e, acima de tudo, pela Justiça", disse. “Este é meu desafio, por ser uma sonhadora”.

Carlos Motta também falou sobre seu sentimento em assumir o cargo de desembargador. “Sinto uma grande honra, mas também uma enorme responsabilidade. O que posso fazer é renovar o compromisso de dar o meu melhor, aquele compromisso que prestei há trinta anos, quando ingressei nesta carreira”, disse. Agradeceu, ainda, aos familiares, amigos, magistrados e servidores presentes.

Também participaram da solenidade o corregedor-geral da Justiça de São Paulo, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco; a esposa do desembargador Carlos Motta, Maria Tereza Miraglia Cortes, e os filhos Luísa, Lígia e Paulo; a mãe da desembargadora Maria Isabel Cogan, Neuracy Christovam Caponero, e a irmã, Maria Cristina Caponero; muitos desembargadores; juízes; amigos e servidores da Justiça.



Trajetórias

Maria Isabel Caponero Cogan – Nasceu em 1961, na Capital paulista. Formou-se pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, turma de 1986. Ingressou na Magistratura de São Paulo em 1989, como juiz substituto da 16ª Circunscrição Judiciária, com sede em São José do Rio Preto. Ao longo da carreira, trabalhou nas comarcas de Paraguaçu Paulista, Itapecerica da Serra, São Caetano do Sul e na Capital. Foi removida ao cargo de juiz substituto em 2º Grau no ano de 2012. Assume o cargo decorrente da aposentadoria da desembargadora Lucila Toledo Pedroso de Barros.

Carlos Dias Motta – Natural de São Paulo, nasceu no ano de 1963. É formado pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, turma de 1988. Assumiu o cargo de juiz substituto da 2ª Circunscrição Judiciária, com sede em São Bernardo do Campo, em 1989. Também trabalhou nas comarcas de Bananal, Poá, Osasco e São Paulo. Foi removido ao cargo de juiz substituto em 2º Grau no ano de 2013. Assume o cargo decorrente da aposentadoria do desembargador Marco Antonio Marques da Silva.

Fonte Comunicação Social TJSP – DM (texto) / AC (fotos)
 
Praça Clóvis Bevilaqua, 121 • 4º andar - Cj. 41 • CEP 01018-001 - SP • Tel. (11) 3104-1514