São Paulo, Abril de 2013   

Falece José Rojo Alonso, ex-presidente APEJESP gestão 1967-1968 e 1969-1970

 

Aos 81 anos, faleceu no dia 16, o ex-presidente da APEJESP na gestão 1967-1968 e 1969-1970, José Rojo Alonso. Filho de João Rojo Alonso e Francisca Alonso Lozano, ele nasceu em Marília, em 7 de novembro de 1931. "Conheci o professor Alonso, nos idos de 1980 mais ou menos. Por várias vezes o mesmo exerceu as funções de Assistente técnico quando eu era o Perito Judicial, honrosamente. Gostava, ou melhor, adorava a Contabilidade", fala Silvio Lopes Carvalho, integrante do Conselho Deliberativo da APEJESP.

"Conhecia todos os segredos, lia livros e notícias de revistas e jornais a respeito da Contabilidade e repassava para todos. Foi grande incentivador da perícia. Ensinou vários colegas, eu fui um dos que tirei proveito de seu conhecimento técnico. Participou de várias comissões, algumas presididas por ele e tive a honra de participar em inúmeras aliás, muitas vezes divergíamos nas ideias(na comissão de mediação e arbitragem), mas éramos grandes amigos, o falecimento dele veio trazer uma grande lacuna no meio da nossa classe Contábil. Muitas vezes, com outros colegas (Andalício Antunes Pereira, Fausto Ferreira Coimbra, Siqueira, Hélvio de Oliveira, Joaquim Monteiro de Carvalho, entre outros, uns 15, nos reuníamos uma vez por mês, para jantar no Massa Doro, na Sete de Abril, (o proprietário só abria para nós). O monteiro vinha de Sorocaba, e a reunião terminava lá pelas 23hs ou mais vezes. O Monteiro tinha que pegar o ônibus de voltar para sua casa. Foi um tempo muito gostoso, quando tratávamos de diversos assuntos em especial da APEJESP, que funcionava no escritório do Fausto., da aquisição da sede", lembra Silvio.

Rojo era contador e administrador de empresas, concluiu o curso de Ciências Contábeis na Universidade de Taubaté, em 1965, e especializou-se em Perícia Judicial. Foi sócio diretor da empresa Alonso Barreto e Companhia Auditores Independentes e Perito Judicial em centenas de ações em São Paulo e outros estados. Foi autor do livro Normas e Procedimentos de Perícia Judicial, publicado em 1975, pela Editora Atlas.

Foi conselheiro efetivo do CRC SP de 1961 a 1962; membro da Câmara de Registro Profissional, em 1961; membro da Câmara Consultiva e Fiscal e membro da Câmara de Fiscalização em 1962; conselheiro suplente de 1963 a 1968. Conselheiro efetivo de 1970 a 1973, foi vice-presidente de Administração e Finanças de 1970 a 1971. Em 1972, assumiu a presidência do CRC SP.

José Rojo Alonso foi um líder da Contabilidade atuante. De 1982 a 1984, presidiu o Ibracon (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil - Órgão Nacional). Foi também presidente da APEJESP . Exerceu ainda os cargos de diretor titular pelo Brasil da Associação Interamericana de Contabilidade, de 1981 a 1986, e foi membro do Comitê Executivo do CRC SP de 1982 a 1985.




Voltar


É proibida a reprodução de textos e fotos publicadas, mesmo citando a fonte, sem expressa autorização assinada pelos diretores da publicação. Os artigos e matérias assinadas são de responsabilidade exclusiva dos seus autores.

APEJESP - Todos os direitos reservados.

Jornalista Responsável: Suzamara Bastos
Criação: Acessa Brasil